11/12/2014

Ligeiramente Casados.

Autora: Mary Balogh
Editora: Arqueiro
Páginas:288
Gênero: Romance de Época
Série: Os Bedwyns #01
Tradução: Ana Rodrigues 
Avaliação: 

                      Skoob | Saraiva | Submarino | Extra
                               
   A Arqueiro vem fazendo minha felicidade publicando os romances de época aqui no Brasil, eu adoro esse gênero e antes de tê-los publicados aqui fazia minhas leituras em e-book. Foi assim que li Ligeiramente Casados a primeira vez; Mary Balogh é uma autora muito querida no gênero de época, suas tramas costumam ser bastante envolventes e seus personagens conquistam por ser marcantes. 
 Neste volume, primeiro livro da série Os Bedwyns acompanhamos a história de Aindan Bedwyn e Eve Morris. Aindan é capitão da cavalaria britânica e irmão mais novo do duque Bewcastle, tem uma carreira militar sólida que em mais algum tempo atingirá seu auge. 
 A narrativa se inicia quando Aindan está na batalha de Toulouse, na França. Lá no campo de batalha depois da vitória da Inglaterra no embate que deixa vários mortos e feridos, o coronel Aidan encontra o capitão Percival Morris fatalmente ferido e  acaba comprometido com uma importante promessa. Parcy pede ao coronel que proteja sua irmã a qualquer custo. 
 Assim, Ainden Bedwyn volta para a Inglaterra com a missão de informar a Srta.Morris sobre o falecimento de seu irmão e verificar em que ele pode ajudá-la. 
  Eve é uma jovem cheia de planos e aguarda ansiosamente a volta do irmão e também de John, o homem por quem é apaixonada e com quem fazia planos de se casar. Ela vive em Ringwood, um solar próspero administrado por ela desde a morte do pai. Eve é independente e tem sobre sua proteção um grupo peculiar de empregados e os considera como sua família; são pessoas rejeitadas pela sociedade e que ela resgatou de situações bem difíceis. 
 À princípio Aindan é levado a acreditar que Eve não precisa de ajuda alguma, que está segura e protegida, mas logo depois descobre que a jovem está prestes a ser despejada sem possuir recursos para viver. Eve precisa cumprir uma exigência importante do testamento de seu pai para continuar como dona de Ringwood, caso contrário ela e seus protegidos perderão o lar. 
 É nesse momento que o coronel Aidan vem socorrer a mocinha; ele encontra a solução perfeita para o problema: Um casamento de Conveniência. Seria apenas um trato e depois cada um seguiria seu caminho, mas uma forte atração surge entre eles e sentimentos difíceis de ignorar começam a florescer.
 [...] Ela não poderia se casar com o coronel Bedwyn. Casar com o coronel Bedwyn? Eve riu de repente, uma risada convulsiva, melancólica, então cobriu a boca com ambas as mãos [...]. Eve travava uma batalha silenciosa contra o pânico e a histeria. Precisava pensar. Precisava de tempo. Mas parecia não conseguir pensar e, com certeza, não tinha mais tempo, como ele observara muito incisivamente..." pág. 55-56
  A Leitura de romances de época é sempre certeza de histórias envolventes, cenários arrebatadores e personagens cativantes. Ligeiramente Casados não foi diferente e apesar de já ter lido o livro anteriormente me apaixonei mais uma vez pela trama e pela escrita da Mary Balogh
  Casamentos de Conveniência é um tema que me agrada na literatura de época e romances históricos. Gosto de acompanhar o desenrolar do sentimento dos protagonistas e algumas autoras desse gênero são mestras em escrever sobre o assunto. 
 Neste livro temos uma mistura de personagens que funcionou muito bem. Aidan é um homem sério que se esconde atrás de uma fachada de frieza, hora e dever. Ele nunca sorrir e sua vida dedicada a carreira militar modificou negativamente a visão que ele tem de se próprio. Sua relação com o irmão mais velho, o duque Bewcastle é marcada por desentendimentos e um pouco de mágoa, mas mesmo com a postura altiva, preocupada com a tradição e e status na sociedade é possível perceber o amor e carinho que existe na família Bedwyn. 
 Eve é o total oposto dos Bedwyn, ela é uma mulher carinhosa, amorosa preocupada com o bem-estar e conforto de todos ao seu redor. Eve tem uma tendência a cuidar dos menos desfavorecidos e acabada acolhendo todos que precisam de ajuda. Ela é filha de um mineiro de carvão que ficou rico através do casamento e que sempre lutou para ter um espaço respeitado na sociedade, por isso ela foi criada como uma dama; o que não a impede de ser sempre afetuosa e demonstrar claramente suas opiniões e sentimentos. 
  A trama é narrada em terceira pessoa, mas o foco é alternado entre Aidan e Eve, podemos assim observar a evolução dos sentimentos dos dois e acompanhar a relação deles se desenvolvendo ao logo da trama, aliás esse é o diferencial dessa história; o romance se desenvolve mais tardiamente. O texto provoca expectativa no leitor, já que ficamos em constante torcida para que Eve e Aidan se deem conta de seus sentimentos. 
  A narrativa não apresenta cenas sensuais excessivas e mais ardentes. Aidan e Eve são bem mais contidos e reais do que outros personagens de época; a autora tem um cuidado nítido ao descrever essas cenas. A falta de um pouco mais de paixão fez com que eu demorasse a acreditar no amor dos dois, felizmente os últimos capítulos me presentearam com cenas lindas.
  O trabalho que a Editora Arqueiro vem fazendo com os romances de época está de parabéns! As capas são sempre muito bonitas e essa não foi diferente; as cores e imagem estão lindas. A diagramação é simples, mas muito caprichada, letras em tamanho bom, páginas amarelas com desenhos que separam as cenas. Trabalho gráfico muito bem feito! 
  Ligeiramente Casados é uma leitura gostosa, rápida e bastante fluida. Traz uma trama bem construída que conquista o leitor com uma história de amor nascida da convivência imposta pelas circunstâncias e baseada antes de tudo na amizade e carinho. Com certeza é uma leitura mais que recomendada para os fãs do gênero e para aqueles que desejam se aventurar na Inglaterra do século XIX.    

                                                                            

  

2 comentários:

  1. Amiga comecei a ler esse livro ontem e por isso só li parte de sua resenha. Mas como sempre assim que concluir a leitura volto aqui leio todo texto e complemento meu comentário ok!!!
    Também estou mega feliz pela editora arqueiro está lançando esses romances de época, não os conhecia antes, mas agora estou viciada!!!
    Pelo pouco que li vc arrasou mais uma vez no texto. Beijos

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amiga assim como prometido estou de volta. Concluir a leitura ontem e acabei de resenhar, então li toda sua resenha com cuidado e posso dizer que vc captou todos os detalhes importantes da história. Parabéns pela leitura e pela resenha ficou ótima.

      Hoje posso dizer que Eve é uma das personagens mais bondosas e amorosas que já conheci. Amei o fim da história deles, a família que formaram e engrandecimento deles juntos. Agora estou ansiosa para ler mais dessa família!!!

      Beijos
      Leituras, vida e paixões!!!!

      Excluir

O seu comentário é muito importante para mim, por isso não economize palavras; adoro saber sua opinião! Caso tenha um blog deixe o link para que eu possa retribuir seu comentário. :D
Beijos da Rafa!!



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Criado por: Mariely Abreu | Todos os direitos reservados ©. Voltar ao Topo