SUSHI.

Autora: Marian Keyes
Editora: BestBolso
Páginas:558
Sinopse: A vida de três mulheres é matéria-prima do romance: a editora Lisa Edwards, sua assistente Ashling Kenned e a dona de casa Clodagh. Lisa é ambisiosa, durona, sofisticada e anda muito mal-humorada desde que foi transferida para Dublin, em vez de Nova York. Ashling é pisciana, solitária e ansiosa, e vai conhecer o charmoso humorista Marcus Valentine.
 Clodagh tem a vida que muitas mulheres sonham: é casada com um homem bonito, possui dois filhos encantadores e uma casa no melhor bairro da cidade, mas não se sente satisfeita...



                 Sushi é mais um dos impressionantes romances da Marian, diferente do que estamos acostumados esse livro possui três protagonistas.
               A primeira que nos é apresentada se chama Lisa Edwards, 29 anos editora de uma revista feminina chamada Femme. É uma mulher arrogante, adora menosprezar e diminuir as pessoas; sua maior ambição era ser redatora-chefe da revista Manhattan e morar em Nova York, mas o seu chefe a nomeia diretora de uma nova revista que será criada e em vez de ir morar em Nova York como queria ela é despachada para Dublin, e isso não a deixa nada feliz.
             A segunda é Ashling Kennedy uma mulher supertisiosa que sofre de ansiedade devido ao seu histórico familiar, ela é super leal e uma verdadeira amiga, mas a sua lealdade e amizade não será retribuída da mesma forma. Era editora de uma revista com nenhum prestígio, ela é demitida durante  uma redução de funcionários no momento em que a revista sofre com as baixas vendas.
           A terceira é Clodagh, uma dona de casa e mãe de dois filhos. Tem uma uma vida confortável, um bom marido entretanto isso não é suficiente para fazê-la feliz; senti-se entediada e frustrada. Clodagh é egoísta, futíl e não tem o menor respeito e consideração com a melhor amiga, o adjetivo amiga-da-onça lhe caí perfeitamente bem.
          A vida dessas três mulheres se entrelaçam de forma que nos é apresentada personalidades completamente diferentes, expectativas de vida e formas distintas de lidar e enfrentar os problemas que aparecem na vida dessas mulheres e tudo isso em um cenário comum.
          Clodagh é a melhor amiga de Ashling desde que as duas eram crianças. Ashling consegui um emprego como assistente de Lisa na edição da nova revista Collun e não preciso nem dizer que a convivência com Lisa será um grande desafio.
        Em se tratando de Marian Keyes é de se esperar que o livro seja muito bom, e ele é mesmo ela não decepcionou. Retrata com excelência situações da vida real e isso é o que eu mais adoro nos romances da autora.
        O que mais me impressionou em Sushi foi a forma como a Keyes juntou em um único livro três protagonistas tão diferente uma da outra sem fazer com que uma se sobressaísse ou fosse mais importante que a outra.
       Cada uma mostra o seu conflito e os seus defeitos e é inevitável destacar aquela que mais lhe agrada. Eu particularmente tenho a minha preferida, a mocinha por quem eu torci e me encantei; amei o romance fofo dela, queria que o casal aparecesse mais, eles demoraram muito para se acertarem. Acho que agora vocês já desconbriram quem é a minha favorita.
        Sushi é  um super romance da Marian Keyes, para mim é impossível escolher de todos os que já li da autora qual o melhor, fui completamente conquistada por ela. 
        Recomendo muito a leitura  e garanto que você não vai se arrepender de ler Sushi.


                                                            

BOOK BLOGGER HOP.

 


As meninas do blog Murphy's Library criaram uma versão brasileira do Book Blogger Hop (versão original é da Jennifer do Crazy for Books).
          A ideia é mostrar a diversidade de blogs literários do Brasil e conhecer um pouquinho mais dos blogueiros também.

       Quer participar? 
É só colocar o selo do Book Blogger Hop, responder à pergunta da semana e linkar o seu post no Murphy's Library. Toda sexta-feira no Murphy's Library tem uma pergunta diferente.

   A pergunta dessa semana é:
   
    Qual é a reação das pessoas ao perceberem o seu nível de amor pelos livros? Espanto? Admiração? Acham que o dinheiro foi mal gasto?

     A primeira reação é de espanto por eu gostar tanto de ler, pela quantidade de livros que eu tenho(que para mim são bem poucos!) e pela velocidade da minha leitura. Eu realmente não entendo o por que de tanto espanto, para mim ler é super normal e natural, mas nem todos pensam assim.
     Algumas pessoas já chegaram a me dizer que eu deveria gastar meu dinheiro com outras coisas; não preciso nem falar que eu soltei uma resposta daquelas para o abusado. Outros pensam que sou louca e estranha por preferir gastar meu dinheiro com livros em vez de festas e bebidas, enfim as reações são as mais variadas. *_*



                                         




O BEIJO DAS SOMBRAS.

Autora: Richelle Mead
Páginas:319
Editora: Nova Fronteira
Sinopse: Lisa Dragomir é uma adolescente especial, por várias razões: ela é a princesa de uma família real muito importante na sociedade de vampiros conhecidos como Moroi. Por causa desse status, Lissa atrai a amizade dos alunos Moroi mais populares na escola em que estuda, a São Vladimir. Sua melhor amiga, no entanto, não carrega consigo o mesmo prestígio: meio vampira, meio humana Rose hathaway é uma dampira sua missão é se tornar uma guardiã e proteger Lissa dos Strigoi...


  Sim, eu sei mais uma história de vampiros. Mas antes que você desista do livro posso dizer que O Beijo das Sombras é uma história de vampiro bem diferente das que estamos acostumados.
 Esse é o primeiro volume da série Academia de Vampiros, que conta a história de Rosemaire Hathaway uma garota de dezessete anos e uma dampira que é uma raça que resulta da união de humanos e vampiros. Os dampiros são fortes e resistentes e utilizados como guerreiros, o treinamento desses dampiros é feito na escola São Vladimir lá eles são treinados para transforma-se em guardiões.
 Os guardiões são os guerreiros que protegem os Moroi, que é uma raça diferente de vampiros porque possuem um dom especial. Quando se alimentam eles não matam ao contrário dos Stroi que é uma raça de vampiros malignos; eles matam os Moroi para obter a imortalidade.
 Rose estava em treinamento para se tornar guardiã da sua melhor amiga Vasilisa Dragomir. Lissa é uma Moroi da realeza e as duas compartilham muito mais do que amizade.
 Rose foi alertada por uma professora que Lissa corria muito perigo se continuasse na escola, foi assim que elas decidiram fugir da escola furando o bloqueio mágico da São Vladimir.
  Elas ficam dois anos longe da escola, mas são capturadas por um certo guardião gostosão, lindo e TDB...(pausa para suspiros *_*) chamado Dimitri Belikov. Ele as leva de volta para a São Vladimir, onde elas retornam para a rotina escolar.
  Para recuperar o tempo perdido no treinamento Rose começa a receber treino extra ministrado por Dimitri que se torna seu mentor.
  Tudo parece estar tranquilo; Lissa ocupando seu posto de garota popular da escola e recuperando a vida social que exige sua posição de princesa e Rose se dedicando aos seus trainamentos intensivos, mas como se meter em confusão é quase impossível se tratando de Rose Hathaway, ela se envolve além do necessário com seu professor linha dura apesar de ele resisitr heroicamente (nunca vi cara mais difícil!), os dois se apaixonam apesar das várias barreiras que impedem o romance.
  E como se tudo isso não fosse o bastante, o perigo pode estar muito mais perto do que Rose pode imaginar.
  Quando começei a ler esse livro não consegui mais parar, devorei os três volumes em menos de uma semana. O beijo das sombras é viciante, a autora tem uma linguagem que prende totalmente a nossa atenção; sem falar nos personagens que são absolutamente apaixonantes.
   Rose é uma mocinha totalmente diferente das outras que já conheci. Ela é uma adolescente em todos os sentidos, é impulsiva, rebelde, explosiva, imatura não tem papas na língua, fala tudo que lhe vem a cabeça. Às vezes eu pensava: Meu Deus não acredito que ela fez isso!
  Rose tem muita dificuldade em controlar seu temperamento adora uma diversão, mas quando se trata da segurança de Lissa ela se torna extremamente protetora. Lissa é a pessoa mais importante da vida de Rose e é por isso que ela e Dimitri não podem estar apaixonados.
    O Beijo das Sombras é uma leitura super prazerosa e divertida, você vai se vê torcendo pelo romance de Rose e Dimitri, e tentando descobri quem representa tanto perigo para a vida de Lissa e que outros mistérios rondam a estranha ligação entre as duas.
    


                                                       
                                 

BOOK BLOGGER HOP.



        As meninas do blog Murphy's Library criaram uma versão brasileira do Book Blogger Hop (versão original é da Jennifer do Crazy for Books).

          A ideia é mostrar a diversidade de blogs literários do Brasil e conhecer um pouquinho mais dos blogueiros também.

       Quer participar? 
É só colocar o selo do Book Blogger Hop, responder à pergunta da semana e linkar o seu post no Murphy's Library. Toda sexta-feira no Murphy's Library tem uma pergunta diferente.

   A pergunta dessa semana é:
  
Você tem o costume de comprar livros de sebo ou livros usados no geral?
  Tenho sim esse costume, mas os livros de sebo que eu compro são os romances de banca. Os romances de livraria ainda não encontrei nos sebos que vou aqui na minha cidade.
    Só compro quando o livro está em boas condições; eu gosto dos sebos porque às vezes encontro um livro semi-novo por um ótimo preço e com o dinheiro economizado posso comprar uma quantidade maior de livros. *_*
                        
                                            


TENTADOR COMO O PECADO!

Autora: Robyn Dehart
Editora: Nova Cultural
Páginas: 159

                      Londres, 1892...
Sinopse: Ao se ver trancada na fábrica de chocolates de seu pai, em companhia de um homem irresistível, Meg Piddingtin não faz idéia de que está servindo de álibi para Gareth Mandeville - a prova de que ele não cometeu um crime terrível. No entanto, admitir a situação poderá destruir a reputação de Meg, o que o galente Gareth se recusa a fazer.
  Além do mais, ele prefere a prisão ao casamento, o que certamente lhe será exigido...



                     Meg Piddington é a única filha de um rico dono de uma fábrica de chocolates. Em uma noite seu pai pede que ela vá buscar o livro de contabilidade da fábrica, mas quando ela está prestes a deixar o lugar Meg ouvi um barulho estranho e como nessas horas as pessoas costumam ficar mais curiosas do que o normal em vez de simplismente dá no pé, ela vai ver de onde vem o barulho. E então fica presa dentro do galpão da fábrica com o bonitão operário Gareth Mandeville. 
                    Gareth é o gostosão por quem Meg já estava interessada desde que ele apareceu na fábrica do seu pai. Como é um rapaz super prestativo, ele estava cubrindo turno de um amigo porque este precisava estar ao lado da mulher que estava em trabalho de parto.
                  Depois de ficarem presos durante um curto espaço de tempo, mas longo o suficiente para destruir a reputação de Meg se alguém descobrir o ocorrido e de protagonizarem uma pequena conversa em que saem faíscas; Meg e Gareth percebem a forte atração que há entre os dois.
               Só que no dia seguinte Meg é informada que algumas caixas que eram de uma grande encomenda, haviam sido roubadas e que Gareth estava sendo acusado do roubo. Apesar de ser suspeito Meg sabia que ele não poderia ter roubado porque no momento que a mercadoria sumiu Gareth estava com ela.
             Meg e Gareth se envolvem até mais do que gostariam, ela se empenha em ajudá-lo a descobrir o verdadeiro culpado pelo roubo e para isso conta com a ajuda de suas amigas da Sociedade de Detetives Amadoras; e ele apesar de ser um homem atormentado pelo passado e que busca sempre se pô à prova, não consegui resistir e manter distância de Meg Pinddington.
            Quem é realmente Gareth Mandeville? Quem é o verdadeiro ladrão que deseja a todo custo incriminar Gareth e arruinar a Confeitaria Pinddington? 
             Convido você a descobrir, lendo Tentador como o Pecado!

           Confesso que comprei esse livro pela capa, quando vi não pude resistir achei muito linda. Não costumo fazer isso levo horas esolhendo livros, mas nesse dia estava com muita pressa e não deu tempo de ler nem a sinopse.
          Graças a Deus eu não me arrependi, amei o livro. A história não é longa e nem complexa, mas é muito gostosa de ler e tem um toque de mistério misturado ao romance.
          Gostei muito também da mocinha do livro, ela não é nenhum pouco cansativa. Meg é forte e luta pelo que quer e isso inclui Garth, ela é bem atrevida para seu tempo.
         Meg quer trabalhar e poder tomar conta da fábrica que um dia será sua por ser única herdeira de seu pai; ela ainda faz parte de um grupo de detetives com suas amigas.
         O romance de Meg e Gareth é emoçaõ garantida da primeira a última página.


                                                                                  

A VIDENTE.

Autora: Hannah Howell
Editora: Lua de Papel
Páginas: 207
     Estamos no século XVIII, na Inglaterra georgiana.

Sinopse: Como todas as gerações de sua família, Chloe Wherlocke possuí habilidades especiais, e o seu dom é ver além da visão física. Em 1785 ela prevê a morte de uma mulher que acabara de dar a luz e toda uma trama para atender a motivos escusos. Ao encontrar uma criança abandonada para morrer ao lado do corpo da mãe, ela salva o bebê e o cria escondido do mundo. Fazia isso por amor, mas talvez houvesse neste gesto alguma força do destino...


 Imagine se você tivesse o dom de vê o futuro? E se essa visão lhe revelasse a morte iminente de dois entes queridos e se essas mortes lhe trouxesse a missão de ser guardiã de um inocente?
 É nessa situação que se encontra Chloe Wherlocke. Ela faz parte de uma família que possui poderes especiais e o dela é a visão do futuro.
 É dessa forma que Chloe fica sabendo que sua irmã Laurel ficará viúva e precisará de sua ajuda. Só que Laurel não é a vida a que Chloe precisa salvar.
 Em Colinsmoor, vivia a bela e ambiciosa condessa Beatrice Kenwood. Beatrice era uma mulher sem escrúpulos que se casou com Julian Kenwood, conde de Colinsmoor para ajudar nos planos de tomar posse da fortuna do marido. Plano que tinha como mentor o tio de Julian; Arthur faria qualquer coisa para conseguir o título de conde e toda a fortuna de seu sobrinho.
          Julian casou com Beatrice, estando tão apaixonado e cego que não percebeu a armadilha em que estava caindo. Ela era amante do seu tio, mas também traía Julian com qualquer homem que lhe interessasse.
          Só que um dia Beatrice ficou grávida e o filho era de Julian; um herdeiro legítimo de Colinsmoor e um fato que poderia destruir os planos de Arthur e dela mesma. Era preciso livrar-se da criança e foi assim que Beatrice descobriu a existência de Laurel que também estava grávida.
          Com a ajuda de dois homens que atenderam às suas ordens sob ameaças, ela trocou seu filho vivo pelo filho morto de Laurel, e dessa forma Beatrice fez Julian acreditar que seu herdeiro havia nascido morto.
          Mas os planos de Beatrice e Arthur não deram de todo certo, pois Chloe estava naquela cabana no momento da troca dos bebês e da morte de sua irmã. Chloe levou a criança para longe de Colinsmoor, criou e cuidou do bebê com a ajuda de seu primo Leopold Wherlocke.
          Entretanto não era apenas a vida de Anthony que estava em perigo; Julian também vivia em perigo constante. Depois de descobrir que sua esposa era infiel e de abandoná-la, ele se entrega a uma vida desregrada, se afunda na bebida e vivia em constante companhia das prostitutas.
         Dessa forma era alvo constante de tentativas de assassinato, e é em uma dessas ocasiões depois de três anos da suposta morte do seu filho que Chloe e seu primo Leopold o salvam da morte.
         Julian descobre que seu filho está vivo e fica sabendo de todos os planos de Arthur e Beatrice, mas encontra ajuda em Chloe e Leopold.
         Arthur e Beatrice querem a todo custo a morte de Julian e de todos que possam impedir de possuir Colinsmoor e o título. E em meio a ameaças e perigos, Julian e Chloe se apaixonam e vivem um intenso amor, que pode também ser uma ameaça para as ambições de Arthur Kenwood.
         Julian precisa proteger a vida não só de seu filho e da mulher que ama, mas também  de toda a sua família. Mas como deter Arthur Kenwood, um homem sedento de poder?
         Descubra lendo A Vidente, uma história eletrizante, sensual e apaixonante!

         Esse livro é absolutamente lindo, não só pela história que é muito gostosa de ler, mas também pelo próprio aspecto do livro. Ele é super fofo, tem a aparência daqueles diários antigos, com fitas que funcionam como fechaduras, fiquei muito encantada com ele.
        Eu já conheço a autora e amo os livros dela, A Vidente me surpreendeu por ser um livro de livraria. É que eu conheço a Hannah Howell dos romances de banca ( por quem eu sou apaixonada *_*) e os romances dela são lindos e super sensuais; a sensualidade é uma característica marcante nos livros da Hannah e por ser um romance de livraria eu pensei que em A Vidente essa característica seria mascarada. 
       Quando eu vi que esse livro estava exatamente com todos os componentes de um romance de Hannah Howell e fiel ao seu estilo fiquei super feliz. Foi uma leitura muito agradável, os personagens são maravilhosos e mais uma vez eu comprovei porque quando eu vejo o nome da Hannah Howell em um livro, nem preciso pesquisar ou ler sinopse sobre ele para saber que é bom e que vou me apaixonar; confio totalmente nela.



                                                 




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© FASCINADA POR HISTÓRIAS - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo