PERCY JACKSON - O LADRÃO DE RAIOS.

Autor: Rick Riordan
Editora: Intríseca
Páginas: 254
Sinopse: Percy Jackson é filho de um deus. Ele está para ser expulso do colégio... de novo. Mas, aos doze anos, esse é apenas mais um de seus problemas: além do transtorno do déficit de atenção e da dislexia, parece que, ultimamente, criaturas fantásticas e deuses do Olimpo saltam dos livros de mitologia diretamente para a realidade. E ao que tudo indica estão aborrecidos.
O raio-mestre de Zeus foi roubado, e é Percy quem deve resgatá-lo. Para restaurar a paz no Olimpo, ele e seus amigos heróis precisarão fazer mais que capturar o verdadeiro ladrão: Percy terá de encarar o pai, resolver o enigma do Oráculo e desvendar uma traição mais ameaçadora que a fúria dos deuses.

  Uma aventura eletrizante! Essa é a minha opinião sobre esse livro. Confesso que a muito tempo estava curiosa para ler O ladrão de raios e finalmente essa curiosidade foi saciada e posso dizer que esse livro superou as minhas expectativas. A história é contada pelo próprio Percy Jackson e em uma linguagem bastante agradável, senti como se eu estivesse em uma conversa com ele.
  Percy é um garoto que de acordo com os padrões "normais" é considerado problemático; possui dislexia e transtorno do déficit de atenção, e como se não fosse o suficiente coisas estranhas costumam acontecer sempre com ele o que faz com que Percy se meta em encrencas que sempre resultam nas suas expulsões escolares.
  Só que desta vez a encrenca é absolutamente assustadora, Percy estava em uma inofensiva excursão da escola no Museu de Arte onde havia antiguidades gregas. O sr. Brunner, professor de latim era o guia da excursão e a sra. Dodds a professora de matemática que Percy detesta, também fazia parte do grupo.
 Depois de se meter em mais uma confusão com Nancy Bobofit uma garota que adora persegui-lo, Percy leva o maior susto quando a sr. Dodds se transforma em um monstro bem diante dos seus olhos e tenta matá-lo, e as surpresas não param por aí...
  O sr. Brunner estava bem a sua frente e lançava para Percy uma caneta que transformava-se em espada e que com um golpe destruiu a sua professora de matemática. Depois de quase morrer, Percy se vê sozinho com uma caneta esferográfica e sem ter nem sombra do sr. Brunner que o havia ajudado e nem da sra.Dodds que tentara acabar com sua vida, parecia que havia imaginado tudo só mais tarde descobriria que nem mesmo uma professora chamada sra.Dodds existia.
   Percy ouve sem querer uma conversa entre seu melhor amigo e o sr.Brunner, na qual eles falavam sobre ele e sobre coisas que não faziam o menor sentido para ele. Percy revela a Grover que escutou sua conversa com o professor de latim, o amigo tenta se esquivar, mas não tem jeito o garoto quer respostas: O que é solstício de verão? O que é benevolentes? O que é Colina Meio-Sangue?
   Depois de precisar deixar mais uma vez a escola, Percy volta para a casa onde vive sua mãe Sally Jackson e seu padrasto Gabe Ugliano. Sua mãe decide levá-lo para uma viagem e lá ela lhe conta que ele precisa ir para um acampamento de verão afirmando ser para o seu próprio bem.
    Na noite em que passou no chalé em Montauk, Percy recebe a visita de seu amigo Grover e percebe assombrado que ele não tem pernas e nem pés, mas sim cascos. A partir desse momento a vida de Percy Jackson muda completamente e enfim obterá respostas para perguntas que lhe atormentaram a vida toda, e é nesse momento que a aventura começa.
  No caminho para o acampamento de verão que mais tarde ele descobrirá se chamar acampamento meio-sangue, um lugar que abriga os filhos de deuses gregos com humanos, Percy enfrenta um Minotauro que tenta matá-lo. O garoto salva a vida de Grover, mas não consegui salvar sua mãe.
  Percy se torna membro do acampamento, lá ele descobri ser filho do deus do mar, Poseidon, se torna amigo de Annabeth Chase, filha de Atena; descobri que seu professor de latim o sr. Brunner, na verdade se chama Quíron e é um centauro. Sua dislexia se dá porque sua mente está programada para o grego antigo e o transtorno do déficit de atenção camufla os seus reflexos de campo de batalha, seus sentidos são muito mais apurados do que os de um humano comum.
   E o mais desesperador de tudo; Percy descobri que foi acusado de roubar o raio-mestre de Zeus e que o deus está enfurecido, assim o garoto precisa recuperar o raio, descobrir quem o roubou e devolver ao dono para poder impedir que uma grande guerra entre os deuses exploda, o que resultaria em uma catástrofe humana e ele precisa fazer tudo isso antes do solstício de verão que é o prazo final para que o raio-mestre esteja novamente nas mãos de Zeus.
   Percy, Annabeth e Grover se lançam em uma corrida contra o tempo e no caminho precisam enfrentar vários monstros que tentam impedi-los de cumprir a missão que lhes foi destinada. Ficar frente a frente com seu pai e resgatar sua mãe do mundo inferior são os desafios mais importantes que ele terá que enfrentar.
   O Ladrão de Raios é um livro muito divertido e a leitura dele não tem nada de monótona, além de nos proporcionar muito conhecimento sobre a mitologia grega que eu acho super interessante. Não sei se quem já leu essa série vai concordar comigo, mas quando comecei a ler esse livro eu lembrei muito de Harry Potter, principalmente quando me deparei com termos como meio-sangue; isso me fez lembrar muito do mundo de Harry Potter.
    Não consegui também evitar destacar as semelhanças entre os dois mundos. Enfim, adorei o Ladrão de Raios e mal posso esperar para ler o próximo livro da série.

                     Beijos!


                                                    

4 comentários:

  1. Ei Rafa!
    PJ tb me lembrou um pouco HP, mas posso dizer que adoro os dois.
    A narrativa é eletrizante msm...
    E é isso ae!!! Lê o resto da série que vc não vai se arrepender.
    Bjins,
    Lu (TOC)

    ResponderExcluir
  2. Oii Rafinha ..
    nossa q bom q vc volto amr
    [aa percy jackson ..
    nossa quero ler ..
    to lendo a cabana agora ..'
    to amando sendo q algumas pessoas n gostaram
    e o HP acabou
    [aa
    chorei tanto .. num queria q acabasse
    mas enfim ..
    te amo bebe
    =]

    ResponderExcluir
  3. Eii Rafa!
    Nem tenho como falar de PJ, é minha série favorita e amo tudo nela <3
    A única coisa que pode entristecer um pouco, é a repetição dos fatos que ocorre na continuação, tipo, acontece de forma diferente, mas, segue a mesma linha. Porém, o autor consegue nos prender e isso é ótimo!
    Espero que goste da série assim como eu!
    E claro que aceito parceria contigo menina, até achei que já era sua parceira o.o
    De qualquer forma, valeu pelo interesse *_*
    E parabéns pela resenha :*
    OBS: seu banner já está lá!
    Beijocas!

    ResponderExcluir
  4. Oi Rafa, obrigada por comentar e seguir o A Dangerous Method.
    Seu blog é lindo também!
    Então, eu não sou muito fã de mitologia, mas depois de tantos elogios acho que vou dar uma chance à Percy Jackson!

    Ah! Postei outro BBH no meu blog. O meu #3! Confere lá e deixa sua opinião?

    Beijos,
    Amanda Melanie
    A Dangerous Method - Blog

    ResponderExcluir

O seu comentário é muito importante para mim, por isso não economize palavras; adoro saber sua opinião! Caso tenha um blog deixe o link para que eu possa retribuir seu comentário. :D
Beijos da Rafa!!



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© FASCINADA POR HISTÓRIAS - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo