junho 26, 2017

Encontro com a Morte.


Autora: Agatha Christie
Editora: L&PM Pocket
Páginas: 240
Tradução: Bruno Alexander
Gênero: Romance Policial
Avaliação:
  

                                                     Skoob | Amazon  
Finalmente retornei com as leituras do projeto Agatha Christie. Dei início ao projeto no ano passado e desde então tenho me dedicado a ler um livro da autora por mês, mas desde o começo de 2017 tenho dado um intervalo maior entre as leituras para não me sentir saturada do estilo da Agatha.

Escolhi Encontro com a Morte para reiniciar as leituras e mesmo não sendo um dos melhores livros da autora é uma leitura tão envolvente quanto os livros mais brilhantes da rainha do crime. A história se passa no Oriente Médio em plena viajem de férias do nosso querido detetive Hercule Poirot.

O livro já tem inicio com Poirot sendo testemunha de um diálogo bastante comprometedor. O detetive ouve o trecho de uma conversar onde duas pessoas planejam a morte de uma mulher, Poirot guarda a informação para si já prevendo que um crime poderá acontecer. 

Enquanto isso uma família de turistas americanos estão em um passeio em Petra, Jerusalém. Tal família possui membros bastante peculiares em especial a matriarca que parece controlar todos cruelmente. Quando a sr. Boynton é encontrada morta toda a família se torna suspeita assim como todo o grupo de turistas que integram o passeio. Poirot mais uma vez é desafiado a desvendar o mistério que cerca essa morte que aparentemente nem parece se tratar de um crime.


Inicialmente publicado em 1938, Encontro com a Morte não é tão famoso quanto alguns outros livro da Agatha Christie, mas assim como os mais célebres de sua obra traz as características mais marcantes da autora. 

A história é estrelada pelo detetive belga Hercule Poirot com a trama central girando em torno de uma família, quem já leu algum livro da Agatha deve saber que autora utiliza com frequência essa mesma estrutura de trama, neste livro Agatha explora com mais profundidade o perfil psicológico dos personagens e isso permite que o leitor tem uma acesso maior a todas as pistas do crime. 

A narrativa é envolvente e como todo livro da Rainha do Crime impossível parar de ler, a narrativa é bem intrincada nos suga para dentro da história e você consegue se envolver muito mais com os personagens devido a análise psicológica presente no texto. 

O livro é narrado em terceira pessoa com o foco distribuído entre os personagens centrais, a família Boynton e principalmente os outros turistas que estão próximos a todos os acontecimentos da trama e têm relação direita com a família. 

Essa edição da L&PM Pocket me agrada bastante, os livros tem capas coloridas com ilustrações bem atrativas, estou fazendo coleção dos livros da Agatha nessa edição. Para um livro pocket a edição é satisfatória, a diagramação é simples, o espaçamento do texto é confortável, as letras estão em bom tamanho, nesse caso as páginas são brancas o que gera um pouco de incomodo em alguns leitores. 

Encontro com a Morte é um livro que reafirma mais uma vez a genialidade de Agatha Christie, com uma trama bem construída e um desfecho surpreendente este livro é uma boa dica de leitura para quem assim como eu, adora um bom suspense policial. 

                                                         
                              

junho 19, 2017

Amor Imenso.


Autora: Penelope Ward
Editora: Essência
Páginas: 272
Gênero: Romance/New Adult
Tradução: Débora Isidoro
Avaliação:
                                      
                           Skoob | Amazon | Saraiva         


Amor Imenso é o segundo livro que leio da Penelope Ward e já posso dizer que sua escrita e a forma como ela constrói suas histórias é o que mais me cativa em seus livros. As tramas são envolventes e bem intensas, impossível não se vê torcendo e sofrendo junto com os personagens ao longo da narrativa. 

Amor Imenso apresenta uma trama que no primeiro momento pode até se passar como apenas mais um romance clichê; história de amor que se desenvolve entre amigos de infância que a principio se detestam, mas que logo percebem  que o que sentem não é apenas amizade.

Justin e Amélia se conhecem desde a infância, os dois são vizinhos e acabam se tornando amigos inseparáveis, o elo que os une é a avô da Amélia por quem Justin tem um grande carinho. Tudo munda quando Amélia descobre o segredo que Justin tenta a todo custo esconder dela, isso é o fim da amizade dos dois.

Ela deixa a cidade onde mora para ir viver com seu pai. Vários anos se passam, a avó de Amélia morre deixando a casa na praia para os dois, isso é o que obrigará Justin e Amélia a se reencontrarei novamente, e depois de tantos anos a mágoa, os sentimentos e problemas mal-resolvidos ameaçam vir à tona e ambos parecem decididos a odiar um ao outro.

[...] Nunca parei de amar você. Houve um tempo em que tentei te odiar, mas nem assim parei de te amar." pág. 252


Mesmo já tendo lido muitos new adults, alguns antes mesmo de ser publicados no Brasil, este é apenas o segundo livro da Penelope Ward que leio e desde que li Meu Querido meio-irmão a escrita da autora e a maneira como ela desenvolve a narrativa logo chamaram minha atenção, seus livros apresentam as características típicas do gênero new adult, mas trazem um toque dramático que faz todo o diferencial dentro da trama.

Seus personagens extremamente intensos, quebrados e nada perfeitos também é outro diferencial de suas histórias. No inicio a autora consegue fazer o leitor meio que detestar o protagonista masculino só para irmos o conhecendo ao poucos e descobrindo suas qualidades ao longo da história; Justin possui uma pinta de babaca que vai sendo desconstruída no decorrer da narrativa fazendo você se encantar com o personagem ao final da leitura.

A narrativa é fluida e o leitor é sugado pela trama e suas reviravoltas, a autora cria uma expectativa e tensão em volta dos personagens que faz com que devoremos o livro para saber o que acontecerá a seguir. O livro é narrado em primeira pessoa do ponto de vista da Amélia, o que é algo que não me agrada tanto, prefiro muito mais quando temos também a voz dos dois protagonistas. A narrativa também apresenta flashbacks para situar e inteirar o leitor dos fatos importantes que ocorreram no passado de Justin e Amélia, o que é fundamental para a compreensão do conflito central da trama. 



A história toda se passa na casa de praia dos protagonistas em Newport, e além dos personagens principais temos poucos personagens secundários, além da namorada de Justin aparecem na história também alguns vizinhos próximos. O foco mesmo são os personagens principais e sua relação conflituosa.

Alguns leitores não gostam de capas nesse estilo, eu não me incomodo e até gosto de capas com modelos, desde que combinem com a história e nesse caso a capa retrata bem o protagonista. A diagramação é simples com páginas amarelas, letras em tamanha confortável, capítulos curtos e bem distribuídos. 

Não se engane achando que o livro é daqueles hots recheados de cenas de sexo que chaga a ser cansativo, em Amor Imenso a autora aposta muito mais na tensão entre os protagonistas, Justin e Amélia são intensos em seus sentimentos o que gera uma forte torcida pelo casal ao longo da narrativa. 

Amor Imenso é uma leitura deliciosa, bem construída que fala sobre perdão, recomeços, amadurecimento, e principalmente sobre descobrir o que é mais importante na vida. Leitura indicada para quem gosta de romances com uma leve pitada de drama. 
                                                          

junho 15, 2017

Fechando o Mês: Abril e Maio.



 Olá, leitores! Tudo bem?

Hoje trouxe o Fechando o mês duplo de Abril e Maio porque a pessoa aqui quando estava preparando o cronograma de Abril acabou esquecendo de incluir o post da coluna. hehehe

O bom é que juntando os dois meses o conteúdo fica mais consistente já que, Abril não foi um mês tão produtivo em relação a leituras como eu esperava. Gente, essas ressacas literárias estão acabando comigo! Tenho vários livros bons na estante para ler, mas está difícil de me concentrar nas leituras; o que salva mesmo são os ebooks que costumam ser leituras bastante rápidas. 

Lembram que fiz uma lista dos lançamentos que mais desejava e que a maioria ainda estava em pré-venda, pois é, acabei comprando alguns outros que já estavam na minha lista de desejos e agora terei que passar um bom tempo sem comprar nada; o difícil é resistir aos lançamentos incríveis que as editoras lançam todo mês. Estou aproveitando as promoções em ebook, e ainda bem que a Amazon tem colocado vários livros digitais em oferta, dá para garantir muita coisa boa! 💗 

Vamos lá conferir o Fechando o Mês duplo Abril e Maio!


📚 Lidos nos meses:


Leituras de Abril:

1. Quando a Bela domou a Fera
2. A Chama dentro de nós
3. Simplesmente o Paraíso
4. Colateral. [ebook]
5. Por trás da Fama. [ebook]

Leituras de Maio:

1. Atraída por um Higlander. [ebook]
2. Encontro com a Morte.
3. Ligeiramente Perigosos.
4. O coração da Fera. [ebook]
5. Raziel - Família Saints #02 [ebook]
6. Elemiah - Família Saints #03 [ebook]
7. Amor por um escocês. [ebook]

 📚 Lendo Agora:


Tenho percebido que meu ritmo de leitura tem caído bastante, estou passado por períodos mais longos de ressacas literárias e isso sempre me deixa muito estressada, algumas leituras não tem me prendido tanto quanto antes. Por isso venho tentando escolher melhor os livros que pego para ler, porque gosto quando as leituras me prendem de uma forma que não sinto vontade de largar o livro. 

No momento quem tem prendido minha atenção é Uma Pequena Mentira, um new adult bem típico mas como adoro livros do gênero estou gostando bastante da leitura. Louca por Hunter também é um new adult, mas esse é nacional e fez bastante sucesso no Wattpad, as autoras nacionais estão arrasando nos lançamentos! Comecei a ler também A pequena livraria dos corações solitários e até agora estou gostando muito da leitura, a narrativa apresenta vários referências de outros livros famosos o que nos deixa ainda mais instigados ao durante a leitura. Em breve resenhas!

📚  Resenha Abril e Maio:

Todo mundo vê formigas
Escândalo de cetim
Quando a Bela domou a Fera
Colateral

📚 Comprei em Abril e Maio:


Em Abril e Maio comprei apenas ebooks, antes não gostava nenhum pouco de comprar livros digitais preferia ter todos os livros na estante, agora tenho preferido comprar mais ebooks tanto pelo preço como também pela economia de espaço na estante, agora só compro físicos quando faço questão de tê-los na coleção. Esses aí foram todos comprados em ofertas e promoções na Amazon, todos por menos de R$10,00 reais e alguns baixados gratuitamente. 

📚 Metas e projetos de 2017.

Com as ressacas literárias os projetos de 2017 deram uma estagnada, estou empacada em Laranja Mecânica, o livro é ótimo, mas estou tendo dificuldades com as expressões e o tipo de linguagem diferente que o Alex, personagens principal utiliza na história. Vou explicar tudo na resenha.

Em maio retomei as leituras do projeto Agatha Christie, li um livro dela no mês e iniciei outro, mas ainda não conclui. Estou tentando retomar as leituras aos poucos e preferindo dar um espaço maior entre as leituras para não me sentir saturada do estilo da autora. 

Acho que a meta anual tem evoluído bem, mesmo com minhas dificuldades de concentração, espero aos poucos retomar o meu ritmo normal.

Meta de leitura: 100 livros
Lidos até agora: 32 livros


Esse foi o resumo de Abril e Maio, espero concluir junho com leituras ainda melhores! Me contem aí nos comentários como está sendo o mês de vocês!

Beijos, e até breve!
                                  

junho 07, 2017

Primeiras Impressões: Pátria Chamada Amor.


Hey, leitores! Tudo bem?

Hoje é dia de novidades literárias por aqui! A autora nacional Marcia Rubim está lançando seu novo livro, Pátria Chamada Amor e para apresentar a vocês esse novo sucesso trouxe as primeiras impressões sobre esse romance delicioso e emocionante.

Conheci o trabalho da Marcia Rubim através da série Adeus à Humanidade, ganhei o livro em um sorteio no Leituras, Vida e Paixões blog da minha amiga querida Aline e já naquele momento fiquei encantada com a escrita fluida e envolvente da autora. Assim, quando recebi a proposta para participar da ação de lançamento do novo livro embarquei convicta de que iria gostar da leitura. 

Já com os cinco primeiros capítulos baixados no meu kindle fui apenas dar uma espiada na história e começar a me familiarizar com os personagens; e quando comecei a leitura não consegui mais parar. Devorei os capítulos de degustação e depois corri para a Amazon para baixar o livro completo. 

Já posso garantir que o livro traz uma narrativa deliciosa de acompanhar, uma vez que você inicia a leitura não sente mais vontade de largar o livro. A escrita da Marcia Rubim evoluiu ainda mais e já no começo da leitura podemos perceber que a autora trará discussões e temáticas importantes para o texto.



A história: A grande obstinação do capitão Christiano Vicenzo é chegar ao topo máximo da carreira, ou seja, ao generalato do Exército. Para alcançar a sua meta, precisa manter uma vida pessoal e profissional irretocável.

Tudo começa a mudar quando ele serve em Niterói e conhece Nina, uma jovem com problemas sociais que ultrapassam – e muito – o que ele idealiza como protótipo de par perfeito. Fascinado pela garota, o militar decide arriscar no relacionamento, mas não imagina que, ao ser convocado para integrar a Missão de Paz no Haiti (MINUSTAH), terá sua história ao lado de Nina tragicamente desviada.

Inconformado com os caminhos que o destino escreveu para si, Christiano vai descobrir com o tempo que a maior batalha na reconquista do amor perdido talvez seja enfrentar as mágoas do passado e que a felicidade não segue regulamentos.

Um romance sensível e resistente ao tempo, que mostra que até mesmo para servir com dignidade à pátria é preciso que a pessoa por trás da farda esteja em paz com o coração.



Marcia traz personagens muito bem construídos e que instigam o leitor a cada página virada, eu fiquei extremamente curiosa para saber cada vez mais sobre a Nina que parece ter uma vida difícil. O Christiano também esconde seus fantasmas, gostei das suas atitudes e principalmente de sua forma de pensar, além da força que ele dá para a Nina enfrentar seus momentos de dificuldade. 

A narrativa é bastante fluida e rápida, a autora apostou na narrativa em primeira pessoa com ponto de vista alternado entre os protagonistas, já ganhou pontos comigo nessa parte porque eu adoro ter a voz dos dois personagens principais da história; no meu ponto de vista a narrativa fica mais completa. 

Já estou lendo o livro e logo trago a resenha completa para vocês. Já posso dizer que a leitura é perfeita para quem gosta de romances cheios de emoção e mensagens para refletir. Com certeza é uma leitura para ser saboreada! 


            Saiba mais: Skoob | Facebook    Compre:  Amazon


maio 22, 2017

Top 10: Chick Lits que pretendo ler!

 Hey, leitores! Tudo bem?

Hoje trouxe uma coluna que andava bastante sumida aqui no blog. Vocês sabem que eu adoro uma lista, faço listas para tudo e listas sobre livros (o que pretendo ler, comprar, resenhar e etc.) é o que não falta no meu planner. Esses dias estava dando uma atualizada nessas listas quando percebi que uma delas daria uma ótima pauta para a coluna Top 10 que andava meio esquecida por aqui. 

Então, o Top 10 de hoje é um especial com dicas de leituras do gênero chick lit, para quem ama livros no estilo. E o melhor! Todos os livros podem ser encontrados no Kindle Unlimited, quem é assinante do serviço pode aproveitar todas as dicas e se jogar nas leituras. 

Agora, vamos lá conferir o Top 10: Chick Lits que pretendo ler!


O Primeiro Marido: Annie Adams acredita ter tudo. Ela atravessa o mundo escrevendo sua coluna de viagens e acredita que seu relacionamento de cinco anos com o cineasta Nick é perfeito... Até ele resolver deixá-la. Pouco depois, Annie conhece Griffin, um charmoso e atencioso chef de cozinha, diferente de Nick em quase todos os sentidos. Ela rapidamente se casa com ele e os dois se mudam para uma pequena cidade rural no Massachusetts. Uma vez lá, no entanto, ela percebe o quão pouco conhece Griffin e acaba se perguntando se o relacionamento é pra valer ou se o casamento às pressas foi pura e simplesmente um equívoco. Quando Nick retorna, pedindo uma segunda chance, Annie fica dividida entre o marido e o homem com quem tivera a intenção de casar-se e é forçada a escolher entre um deles.

Você tem Meia Hora: Na noite de réveillon, Bia é abandonada por Arthur, o namorado de três anos com quem já morava há dois e pretendia se casar em um. À beira dos trinta, isso é uma tragédia, pois o que era para dar certo já tinha que ter dado e o que deu errado não dá mais tempo de consertar, ou seja se não se casar até os trinta, Bia estará condenada ao calabouço da solteirice, brigando pelo buquê nas festas de casamento e conhecendo homens que mentem a idade, o estado civil e a foto na internet. Mariana acha que a melhor amiga está exagerando, pois até um pé na bunda te empurra para frente. "Reiventar-se" é A palavra! Porém para isso, Bia precisa ir para o lugar onde todo mundo vai quando dá essas loucas. Londres. E concorrer à vaga de emprego mais disputada do século XXI. Mais será que uma mudança pode mesmo dar certo quando se leva na bagagem uma estória tão mal resolvida?


Eu adoro esse tipo de leitura para momentos em que quero relaxar e dar algumas risadas. Todos os livros desse gênero são muito divertidos, além de ser leituras que fluem com muita rapidez. Esses dois especialmente tem sinopses que me instigaram muito e prometem ser ótimas leituras!



Quase Casados: Para Zoe Moore, o dia de seu casamento foi o mais marcante de sua vida. Ou melhor, o dia em que deveria ter se casado, mas em vez disso, foi largada no altar após sete anos de namoro. Arrasada e disposta a se recuperar, ela decide se mudar de Liverpool para os Estados Unidos e trabalhar como babá. Ao chegar em Boston, ela se depara com a esperta Ruby, prestes a completar 6 anos, o adorável Samuel, que acaba de fazer 3, e o pai deles, Ryan Miller. Seu novo chefe, além de fazer uma bagunça sem precedentes e de ter um mau humor imbatível, é incrivelmente bonito. Depois de um começo um tanto decepcionante, Zoe e Ryan começam a se entender, mas ela está prestes a descobrir que recomeços podem ser mais difíceis do que esperava

1 Milhão de motivos para casar: Quatro milhões de libras. Para Jessica Wild, este é um valor que ela nunca, nem em seus sonhos mais loucos, conseguiria ter. Porém é mais ou menos o quanto ganha quando sua amiga Grace morre e a deixa como herdeira. O único obstáculo entre Jess e a fortuna é um detalhezinho no testamento: seu nome aparece como Sra. Jessica Milton.
A questão é que... bem... Grace sempre perguntava sobre a vida amorosa de Jess. Ela, por sua vez, sem acreditar no amor e na felicidade conjugal, acabou inventando um namorado - que viria a se tornar seu marido de mentira. O sortudo foi Anthony Milton, seu chefe. E agora Jess se vê em um beco sem saída: a única maneira de conseguir a herança é se casar com Anthony. Em cinquenta dias. E sem que ele saiba o verdadeiro motivo. Mas será que o casamento seria o melhor investimento para garantir a felicidade de Jess?


Faz tempo que esses dois estão nas minhas listas de futuras leituras, sempre leio resenhas elogiando muitos as autoras e só fico cada vez mais curiosa. Com certeza vou ler em breve! 


Você (não) é o homem da minha vidaO sonho da maioria das mulheres é encontrar o homem da sua vida. Lucy só quer se livrar dele
No instante em que Lucy conhece Nate em Veneza, durante o intercâmbio da faculdade, ela tem certeza de que é o amor da sua vida. Com toda a magia do primeiro amor, eles se beijam ao pôr do sol sob a Ponte dos Suspiros, o que, segundo a lenda local, os uniria para sempre.
Passados dez anos, porém, eles perderam contato por completo. Até que Lucy se muda para Nova York, e o destino faz com que se reencontrem. E se reencontrem. E se reencontrem. Mas o Nate atual é muito diferente do que ela conheceu aos 19 anos, e Lucy preferia o antigo.
Será que ele é mesmo sua alma gêmea? Como ela conseguirá se livrar dele? Afinal “para sempre” pode ser muito tempo... 
Uma comédia romântica original e mágica sobre o que acontece quando o sonho de toda menina de encontrar sua alma gêmea se torna verdade.

As joias de Manhattan: Uma história romântica. maravilhosa e cintilante para quem já sonhou em ter uma vida com mais brilho. Famosa por seus romances chick-lits. Carmen Reid apresenta seu terceiro título do gênero no Brasil: As joias de Manhattan. Criado a partir da frase de uma história contada por sua filha de sete anos - "Três garotas lindas decidem roubar uma joalheria" - . o livro proporciona cenas de humor. de emoção e. principalmente. de muitas surpresas. Três irmãs. um destino: se tornarem milionárias. Como conseguir: vendendo joias roubadas. Sua experiência no assunto: zero. Chance de o plano virar de pernas pro ar: 100%. As joias de Manhattan traz a história de três jovens que se mudam de um rancho no interior do Texas para a imprevisível Nova York. desejando fama e riqueza. Um chick-lit com todos os ingredientes necessários: romance. personagens cativantes e engraçados. um final imprevisível e situações que farão os leitores se emocionarem. Com um ritmo dinâmico. muita confusão e aventura. além de descrições perfeitas das cenas. o livro parece um roteiro de cinema. No fim. os leitores estarão apaixonados pelas confusões que as protagonistas conseguem atrair. Carmen Reid arrancará risadas dos leitores. mas os fará refletir: é possível. com um roubo. alcançar a vida perfeita?" Uma comédia romântica com um quê de criminalidade. Brilhante. " - Closer

  Impossível não ficar curioso com essas sinopses! Esses dois prometem arrancar muitas gargalhadas, além de ser duas autoras bem elogiadas. 


O Segredo de Emma Corrigan: Emma Corrigan tem alguns segredinhos... Mas quem não tem? Durante uma viagem de avião bem turbulenta, Emma acredita que não sobreviverá aos solavancos, e acaba contando todos – mas todos! – os seus segredos para o homem sentado na poltrona ao lado. Quando a aeronave pousa em segurança, ela pede desculpas ao companheiro de voo pelo desabafo, pensando que nunca mais veria aquele estranho bonitão.
No dia seguinte, no entanto, ela descobre que seu colega de viagem era ninguém menos que Jack Harper, um dos fundadores da grande Corporação Panther, empresa na qual Emma trabalha como assistente de marketing. E que seu encontro desajeitado com o milionário a colocaria na maior confusão.


A Melhor coisa que nunca aconteceu na minha vida: O primeiro amor. Uma segunda chance. 
Todo mundo faz planos para o futuro. Mas será que a vida sempre leva aos caminhos desejados?
Viajar pelo mundo, ter o emprego dos sonhos, um grande amor do passado. Cada um imagina que sua vida acontecerá de uma maneira diferente. Perto de completar trinta anos, Holly e Alex, que não se veem há onze anos, voltam a se encontrar por acaso.
Como o reencontro vai afetar a vida desses velhos amigos de infância?
Na adolescência a amizade escondia uma grande paixão não revelada. E que, mesmo com o passar dos anos, continuou na memória como lembrança ou arrependimento do que poderia ter sido. O que aconteceria se o destino reservasse a possibilidade de viver uma segunda chance, tanto na vida quanto no amor?
A melhor coisa que nunca aconteceu na minha vida tem esse gostinho de primeiro amor. Com um enredo leve, romântico e engraçado, este casal de protagonistas te conquistará logo nas primeiras páginas.


Sophie Kinsella não poderia faltar na minha lista! Esse livro em especial está há muito tempo na minha lista de futuras leituras, mas eu acabo sempre adiando. Ele é super elogiado e dizem que é um dos melhores da autora. Quero conferir em breve! O outro que tem um título gigantesco chamou minha atenção pela sinopse fofinha, espero amar a leitura!


Corra, Abby, Corra!: Abby nunca foi de se preocupar com hábitos saudáveis. Aos 28 anos, ela acaba de fundar a própria empresa de web design, e sua rotina parece consumir todo o seu tempo. Ela não tem a menor ideia de quando foi a última vez que deu um beijo apaixonado. E o pior: mal tem tempo para comer, malhar então... nem pensar.
Mas quando sua melhor amiga a convida para participar de um clube de corrida, a jovem empresária encontra uma motivação: Oliver, charmoso e bem-sucedido médico que parece estar interessado em suas investidas. Seu primeiro dia de corrida, entretanto, não acaba como imaginou e ela jura que nunca mais vai correr. Até o dia em que sua assistente Heidi revela ser portadora de esclerose múltipla. A partir daí, Abby vê nas corridas uma forma de arrecadar fundos para a pesquisa da cura para a esclerose. 
Só que ela precisa de muito fôlego para gerenciar a empresa, lidar com sua operadora de seguro para arcar com o prejuízo de um motoqueiro que ela atropelou por acidente, e ainda conquistar o Dr. Sexy. Mas o que Abby não imagina é que pode estar correndo atrás do homem errado...


Lua de Mel: Ao se dar conta de que o namorado nunca vai pedir sua mão em casamento, Lottie toma uma decisão. Termina o compromisso com ele e diz o tão sonhado sim a Ben, uma antiga paixão, com quem ela havia prometido se casar se ambos ainda estivessem solteiros aos 30 anos. Os dois então resolvem pular o namoro e ir direto para uma cerimônia simples e seguir para a lua de mel em Ikonos, a ilha grega onde eles se conheceram. Mas Fliss, a irmã mais velha da noiva, acha que Lottie enlouqueceu. Já Lorcan, que trabalha na empresa de Ben, teme que o casamento destrua a carreira do amigo. Fliss e Lorcan então elaboram um plano para sabotar a noite de núpcias do casal e impedir que os noivos cometam o maior erro de suas vidas.


Mais Sophie Kinsella e Jane Costello! Os livros das duas são mais do que indicados no gênero chick lit e pelos comentários que andei lendo esses dois livros são bem divertidos. 


Essa foi a minha seleção de chick lits para ler assim que minha pilha de leituras permitir. Todos os livros estão disponíveis no kindle unlimited na Amazon, então dá para aproveitar todas as dicas se você gosta do gênero e é assinante do programa. Boa leitura!

Beijos, e até breve!
                                                           

maio 12, 2017

Tag: Problemas de um leitor.


  Hey, queridos! Tudo bem?

Hoje é dia de Tag! Faz um bom tempo que não respondo nenhuma por aqui e esses dias estava visitando canais de Youtube que acompanho e acabei encontrando a Tag Problemas de um leitor no Minha Vida Literária canal da querida Aione Simões e adorei as perguntas e claro, as respostas dela! 

Fiquei com vontade de responder a tag aqui no blog também, ela foi criada pelo About To Read e traduzida pelo All POP Stuff . Espero que gostem das minhas respostas e fiquem a vontade para responder em seus blogs ou nos comentários. 




1. Você tem 20 mil livros para ler. Como você decide o vai que ler?

Dou preferência para os de parceria, mas se algum outro despertar minha vontade e curiosidade não exito em pegá-lo para ler. Depende muito de como o livro me cativa.

2. Você está no meio de um livro, mas não está gostando. Você para ou continua?

Antes tinha muita dificuldade em parar uma leitura, mesmo se não estivesse gostando continuava na sofrência até o fim porque não conseguia abandonar. Agora não tenho mais esse problema, se o livro não fluir até determinado número de capítulos em o deixo de lado, pego outro e depois retorno para a leitura que abandonei. Não dá para ficar presa em um livro com vários outros na pilha de leituras esperando para ser lidos.

3. O fim do ano está chegando e você está perto, mas não tão perto de finalizar sua meta de leitura. O que você pretende fazer e como?

 Eu tenho bastante foco na minha meta de leituras anuais porque gosto de fazer o balanço do ano e ver que fui produtiva, geralmente me proponho a fazer maratonas, mas se não conseguir finalizar aceito a situação (fazer o que?!) e sigo em frente com mais motivação para o próximo ano.

4. As capas de uma série que você ama são horríveis! Como você lida com isso?

Eu gosto de capas bonitas, mas não sou tão fissurada nelas, tanto que não sou de comprar o mesmo livro com várias capas diferentes. Se a capa for feia fico um pouco decepcionada com o trabalho da editora, mas não deixo de ler ou querer o livro por isso. Muitas vezes os feiinhos têm o melhor conteúdo. hahaha



5. Todo mundo, incluindo sua mãe, gostam de um livro que você não gosta. Como você compartilha esses sentimentos?

Não sou de ficar detonando o livro, mas se a pessoa perguntar minha opinião sou sincera e falo se gostei ou não da leitura. Entendo que gostos são muito diferentes, o que funciona para mim talvez não agrade outra pessoa por isso é importante saber aceitar opiniões diferentes. 

6. Você está lendo um livro e você está prestes a começar a chorar em público. Como você lida com isso?

Paro a leitura com certeza! Eu choro com muita facilidade lendo livros, por isso sempre tomo cuidado com o tipo de livros que leio em público. Paro a leitura e deixo para continuar quando estiver com mais privacidade.

7. A sequência do livro que você ama acabou de sair, mas você esqueceu parte da história anterior. Você lê o anterior novamente? Pula para a sequência? Lê uma sinopse ou resenha? Chora de frustração?!

Eu leio a sequência sem problemas. Não tenho dificuldade em não lembrar de histórias que já li, geralmente consigo lembrar com facilidade lendo a continuação. Sou do tipo que lê vários livros ao mesmo tempo e sempre lembro das histórias mesmo se tiver deixado o livro de lado por um tempo.

8. Você não quer que ninguém, NINGUÉM, pegue seus livros emprestados. Como você educadamente diz às pessoas NÃO quando eles perguntam?

Não gosto muito de emprestar livros porque geralmente eles não voltam ou se voltam estão detonados. Prefiro dar o livro logo para a pessoa porque assim não fico na expectativa se vou receber de volta ou não.

9. Déficit de Atenção. Você não conseguiu ler os livros que queria no último mês. O que você faz para voltar a ler mais?

Geralmente pego leituras mais fáceis e rápidas para voltar ao meu ritmo normal. Algo que tem me ajudado bastante nesses momentos são os ebooks que tenho uma agilidade maior para ler.

10. Há muitos livros novos que foram lançados e que você está morrendo de vontade de ler! Quantos deles você realmente compra?

Tenho uma lista gigantesca de desejados, antes anotava tudo que queria na agenda, agora uso a lista de desejos da Amazon que é a minha loja favorita para compras. Lá ficam os livros que tenho intenção de comprar, nos últimos tempos por causa de falta de espaço aprendi a comprar apenas os livros que realmente quero muito ler; compro apenas os super desejados. 

11. Depois de ter comprado os novos livros que você tanto queria, quanto tempo eles ficam em sua prateleira antes de você realmente ler?

Os livros que compro não ficam muito tempo parados na estante, como só compro os que estou no desespero para ler assim que eles chegam arranjo logo um tempo para ler quase que imediatamente, nem que seja na madrugada! hehehe


Essas foram as minhas respostas para a Tag, espero que tenham gostado! Quem quiser responder também, deixe o link do seu blog para eu poder retribuir a visita! 😘 
                      
Beijos, e até logo!
                                                                               
                                         


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Criado por: Mariely Abreu | Todos os direitos reservados ©. Voltar ao Topo