9/09/2016

No Limite do Desejo.


Autora: Katie McGarry
Editora: Verus
Páginas: 350
Gênero: Jovem Adulto/Romance
Série: No Limite #04
Tradução: Débora Isidoro
Avaliação:

                           Skoob| Amazon | Submarino 

Fazia tempo que queria começar a ler essa série, mas nunca conseguia encaixá-la nas minhas leituras. Recebi No Limite do Desejo de surpresa da Verus Editora e como a pessoa que lhes escreve é meio louca resolvi pegar o livro para ler, atentem para o detalhe que este é o quarto livro da série. Pois é, mesmo tendo o primeiro na estante resolvi começar a ler pelo quarto livro! Vai entender a pessoa. rsrsrsrs

 No Limite do Desejo nos apresenta a história de Haley e West Youg, os dois são de mundos bem diferentes. Enquanto ele faz parte da família mais rica e poderosa da cidade, ela enfrenta uma das situações mais difíceis de sua vida depois que seu pai perdeu o emprego entrou em depressão e sua família perdeu tudo que possuía incluindo a casa onde moravam. 

 Haley é uma campeã de kickboxing, mas desistiu do esporte depois de passar por uma situação difícil. Ela agora tenta levar a vida da melhor forma que pode suportando a tirania do tio com quem vive de favor juntamente com seus pais e irmãos, e a insistência do ex- namorado que não aceita o fim do relacionamento. 

 West Youg é o típico garoto riquinho com problemas com o pai, sua vida se resume a baladas e curtição, além de estar sempre metido em encrencas. É em uma situação perigosa que West e Haley se conhecem; ele é tudo o que ela prometeu manter distância e mesmo com toda a resistência dela eles acabam se aproximando depois que West aceita uma luta de MMA para defender Haley.

 E para que ele tenha ao menos uma chance de vitória, já que ele não é um profissional ao contrário do seu oponente que é dos melhores na categoria, ela se torna a treinadora dele. Com a convivência West e Haley descobriram muito mais do que esperavam. 


"- Nunca vai ganhar uma luta, a menos que corra o risco de realmente se envolver nela." pág. 183



 Esse é o meu primeiro contato com a escrita da Katie McGarry e o livro conseguiu alcançar minhas expectativas. Pelo que percebi suas histórias não são focadas apenas no romance, ela aborda vários temas sociais importantes que trazem mais profundida a narrativa. 

 West e Haley representam esferas sociais bem diferentes, conseguimos ver a disparidade social nitidamente nos dois protagonistas. Ela e sua família sofrem por causa do desemprego e falta de oportunidades; Haley enfrenta as poucas chances de entrar em uma boa faculdade, seu maior desejo é ter novamente um lar. Seu pai sofre com crises de depressão e Haley é vítima das agressões verbais do tio e da possessividade doentia do ex-namorado. 

 Por outro lado, West tem acesso a todos os privilégios possíveis e isso tudo não impede que sua vida seja cheia de conflitos; o maior deles é a relação difícil que tem com os pais. Achei bem interessante a forma como a autora explora esses temas mais complexos sem deixar a narrativa tediosa, ela não peca no excesso de drama e nem torna os personagens um poço de lamentação. 

 O livro é narrado em primeira pessoa com pontos de vista alternado entre os protagonistas, isso nos permite mergulhar nas sensações e sentimentos dos personagens. A narrativa é ágil, envolvente e fluida, a autora ainda instiga o leitor com alguns pequenos mistérios e segredos que nos faz devorar o livro. 


  Vamos falar da capa! Eu até gosto de modelos nas capas dos livros, mas esses aí não goste não. Não consegui fazer a conexão com os protagonistas que imaginei. A diagramação é simples, as páginas amarelas, as letras estão em bom tamanho e os capítulos são bem curtos o que torna a leitura mais rápida. 

 No Limite do Desejo é uma leitura que conseguiu me tocar de alguma forma por conta dos obstáculos que os personagens enfrentam. A superação, amadurecimento e aprendizagem através do amor também foi algo que me conquistou no livro da Katie McGarry

 A autora pecou um pouco no final, esperava um desfecho mais desenvolvido, mesmo assim fiquei com muita vontade de conhecer as outras histórias da série. Recomendo para quem gosta do gênero jovem adulto com histórias de amor, superação, aprendizado e escolhas para o futuro. 



                                                Série No Limite.
                                                                          

15 comentários:

  1. Oi, Rafa!
    Menina, eu também fico nessa de capa com modelos. Tem vezes que curto, tem vezes que não...
    Curti que a autora abordar alguns temas sem ficar aquela coisa maçante.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe do sorteio de aniversário Balaio de Babados e Postando Trechos
    Participe da promoção 1 Ano de Estilhaçando Livros

    ResponderExcluir
  2. Amiga em relação às capas a que mais gosto é a do segundo livro: No limite da Ousadia.
    Pelo que leio na blogsfera muita gente ama essa série, ainda não tive oportunidade de ler, mas tenho vontade. Como assim você começou pelo livro quatro??? Só você mesmo. Mas que bom que eles são independentes e você conseguiu entender e se envolver com a história mesmo que o fim não tenha sido como você esperava.
    Amiga mais uma vez vou elogiar sua criatividade na hora de tirar suas fotos, eu nunca teria a ideia de colocar uma luva de boxe na foto junto com o livro, enfim adorei e você sempre me inspirando a brincar com os elementos e cenários das fotos. Beijos

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
  3. Oi, amiga!
    Só eu mesmo para começar pelo quarto livro, já fiz isso outras vezes também! rsrsrs
    Eu adoro brincar com cenários para fotos, fico sempre imaginando novos! :)

    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Acho que os livros não precisam ser lidos em seguida ou será que sempre tem um ou outro spoiler sobre os outros personagens? Eu gostei das outras capas mas eu sei como é quando a gente não consegue se apegar na leitura com os da capa, já passei muito por isso. A saga vai ter mais ou para neste livro? Não li nenhum também!

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.blogandolivros.com

    ResponderExcluir
  5. Oi.

    Apesar de não me importar com a premissa do livro, nem da série, eu não consigo querer ler por causa dessas capas, que particularmente acho brega. Quem sabe um dia eu leia, não é mesmo? Mas é uma pena que a autora poderia ter desenvolvido melhor o final da história, mas que bom que você curtiu como um todo. :D

    bj

    ResponderExcluir
  6. Olá Rafa,
    Já ouvi muitos elogios para esse livro, mas não consigo sentir vontade de ler. Essa disparidade entre os personagens me incomoda muito e, mesmo com questões interessantes, como as agressões que a Haley sofre, ainda não consigo sentir curiosidade, infelizmente.
    Adorei sua resenha, mas vou deixar a dica passar.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  7. Oi Rafa,
    Só li o primeiro livro dessa série e apesar de ter gostado não acompanhei os lançamentos. Pela sua resenha, achei que ele tem o mesmo tipo de desenvolvimento do primeiro livro e isso pode me enjoar bastante se for assim nos outros também.
    Essa capa realmente não agrada, lembro que quando a editora divulgou muita gente reclamou e mesmo assim eles deixaram, rsrsrsrs.
    Não é um livro que eu leia agora, mas se chegar por aqui vou ler com certeza.


    Bjs,
    Garotas de Papel

    ResponderExcluir
  8. Olá,
    Achei interessante você falar que começou a leitura pelo quarto livro. A única série que li até agora, segui a sequencia, rsrsrsr. Não conhecia a autora e lendo a resenha fiquei com vontade de ler suas obras. Realmente a capa não chama muito a atenção, faltou criatividade.
    Bjos,
    Cidália
    http://contosdacabana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Eu ainda não li nada da autora mas acho que meu TOC não me deixaria começar pelo último livro hahaha Achei interessante o que você falou das capas porque eu também não gosto quando têm modelos, acho que fica uma coisa não muito profissional e confesso que se fosse escolher só por isso eu não leria o livro.
    Beijos.
    http://arsenaldeideiasblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  10. Olá..... eu não gosto de séries, e confesso que essa autora me parece um pouco rasa, pelo que li em outras resenhas... eu odiei as capas, porque mesmo que elas conversem entre si, falta originialidade... essa coisa de esferas sociais diferentes e blá blá blá já deu pra bola.... mesmo assim, fico feliz que a leitura tenha te agradado.... beijo!

    ResponderExcluir
  11. Não li nada da autora ainda e acho legal que ela tenha atendido suas expectativas.
    Gosto muito quando a narrativa é dividida por entre os protagonista. Isso deixa o enredo mais rico, pois já vamos conhecendo a reação dos dois.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  12. Oi Rafa ! New adults não é o gênero literário que eu mais leio e até o início da resenha pensei que fosse mais um clichê : a mocinha pobre que se apaixona pelo cara rico e rebelde , kkkkk. Porém, depois que você falou que ela se torna treinadora dele pra uma luta de MMA, comecei a mudar de opinião. A personagem parece ser bem autêntica até e , pelo que percebi você parece ter gostado bastante do livro. Vou anotar o título, quem sabe algum dia eu leio. Beijos
    Umparadoxoliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Oie,

    A Verus tem bons livros. Menina e eu não sei se leria o último livro. Sou paranoica com a ordem, mas acredito que não siga uma linearidade. Gostei bastante de West e Haley, eles são bem diferentes mas concordam quando o assunto é família não é? O fato de vc citar que a obra não fala só de romance me deixou ainda mais curiosa! E que capa linda é essa.

    Beijoss

    ResponderExcluir
  14. Oi, Boa tarde

    A hbistoria parece ser bem legal e pelo que comentou parece ter entrosamento entre os personagens, mas me interessou pouco, talvez futuramente em outro estado de espirito, possa ler, quanto ao final como falou, muitas vezes me arrisco mesmo assim, pois ja aconteceu de gostar muito da historia, mas o final não ser tão emocionante assim...rsrs

    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Oi Rafa,
    Bacana a história do casal, se bem que achei meio estranho ele se comprometer em lugar algo que ele nunca fez sendo que ela era a lutadora heeh
    Acho essas "coincidências" para juntar os casais meio óbvias de mais, mas para passar o tempo deve ser um livro interessante. ;)

    ResponderExcluir

O seu comentário é muito importante para mim, por isso não economize palavras; adoro saber sua opinião! Caso tenha um blog deixe o link para que eu possa retribuir seu comentário. :D
Beijos da Rafa!!



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Criado por: Mariely Abreu | Todos os direitos reservados ©. Voltar ao Topo