Fênix A Ilha.


                                                                                                 
Adicionar no Skoob Compre: Submarino | Saraiva | Cultura

   Quando esse livro chegou não pensei que fosse pegar para ler tão depressa e até achei que não fosse gostar tanto, pois ele tem um enredo bem diferente das minhas leituras habituais. A coisa mais legal que pode acontecer quando nos propomos a ler algo diferente é nos surpreender; e isso aconteceu durante a minha leitura desse livro. Apenas com as informações que temos ao ler a sinopse já podemos sentir que a leitura será alucinante.
 Fênix A Ilha nos transporta para o mundo de Carl Freeman, um garoto que mais parece um ímã para problemas. Ele tem dezesseis anos e está sempre metido em encrencas por querer defender os mais fracos.
 Carl é órfão e está sempre pulando de um lar adotivo a outro, por ser um menino de temperamento explosivo foi incentivado a se dedicar ao boxe, o que o fez tornar-se um atleta letal com os punhos. 
  Se a vida de Carl já era ruim agora poderia ficar pior. Depois de se meter em uma briga que fez outro garoto parar no hospital, o juiz decide que a única solução para Carl é mandá-lo direto para a Ilha Fênix. 
  Ela é considerada o último recurso para jovens problemáticos que não tem família e nem lar no mundo. Carl deve ficar lá até completar dezoito anos e depois voltar à sociedade para cumprir o resto de sua sentença. 
  Ele acreditava que a Ilha Fênix seria sua chance de um futuro um recomeço, mas ele não poderia estar mais enganado. Assim que desembarca naquele lugar ele descobri que ali é o inferno na Terra. 
 Os órfãos como são chamados os jovens mandados para lá, não podem ter nenhum tipo de contato com o mundo exterior, são submetidos a um duro, doloroso e humilhante treinamento militar por sargentos sanguinários que não conhecem piedade.  
  Carl só deseja se manter longe de confusões até cumprir sua punição, mas logo percebe que não será fácil suportar as torturas daquele lugar. E quando percebi que a Ilha Fênix guarda segredos perturbadores e perigosos, Carl e seus amigos Ross e Octavia têm certeza que precisam fugir dali o mais rápido que conseguirem. 


  Fênix A Ilha foi uma leitura que testou os meus nervos, eu sofri com o personagem e em várias situações quase consegui sentir na pele a dor dele. O livro tem muita ação e várias passagens muito tensas que faz o leitor ficar com um nó na garganta e o coração apertado. 
  A narrativa é rápida porque você fica tentando imaginar o que irá acontecer e acaba lendo freneticamente, torcendo e roendo as unhas para que o Carl se safe de todas as enrascadas o que claro, não acontece. 
  John Dixon tem uma escrita confortável e fácil de absorver, ele me agradou muito na forma como usou o boxe na construção do personagem e como inseriu fundamentos do esporte em algumas cenas da história. 
  As cenas de violência são bem construídas e descritas na medida certa, o leitor consegue visualizar toda a situação e também sentir as emoções do protagonista. Carl é um garoto corajoso e apesar de o autor ter atribuído apenas dezesseis anos a ele, para mim ele tinha muito mais idade; em várias situações ele demonstrou ser muito mais maduro. 
  Ross foi outro personagem que gostei muito, ele trouxe um pouco de leveza para a narrativa, com seu jeito sarcástico e mania de fazer piada nos momentos mais desesperadores. A Octavia, garota pela qual Carl tem uma queda começa a ter um pouco mais de destaque lá para a metade da leitura, mas ela é uma garota forte que já sofreu bastante e viveu coisas terríveis. 



  O vilão da história também não deixa a desejar, O Ancião (mas que de ancião não tem nada!) como é chamado fica nas sombras uma parte da narrativa, mas quando ele aparece se destaca com suas ideias e teorias. Confesso que ele me deixou confusa porque me vi concordando com algumas de suas opiniões e isso me incomodou. Sabe quando uma pessoa tem opiniões válidas e embasadas, mas as usa de forma errada e distorcida? É isso que acontece com o Stark. Os diálogos entre ele e o Carl são muito interessantes. 
 A narrativa desenrola-se em terceira pessoa e no começo o foco fica apenas sob Carl, mas a medida que a história vai evoluindo temos a Octavia como centro da narrativa também. Os capítulos são bem curtos o que faz a leitura ser ainda mais ágil.
 O autor transmite muitos ensinamentos através dos pensamentos e atitudes de Carl, ele é um garoto que mesmo vivendo em meio à violência ainda consegue ser justo e humano. 

  
  A capa é muito bonita, harmoniosa e combina com a história. E a diagramação do livro está perfeita, muito bem elaborada, os capítulos têm desenhos sombreados de galhos de árvores que faz o leitor se sentir como se estivesse mesmo em uma ilha junto com o protagonista. As letras tem bom tamanho para leitura. 
  Fênix A Ilha é uma história cheia de adrenalina e ação que nos faz repensar valores e opiniões, nos faz pensar e questionar muitas coisas em nossa sociedade. É uma leitura que marca e fica em sua mente mesmo depois de bastante tempo após a leitura. 
  O final foi incrível e como é uma série espero que o próximo livro seja ainda melhor. Com o rumo que John Dixon deu para a história o segundo livro promete. 
  De acordo com informações da capa do livro e pelo que pesquisei na internet, Fênix A Ilha deu origem à série de TV Inteligence. Eu não conheço a série, mas pelo que percebi o livro e a série são bem diferentes, têm apenas um ponto em comum. Então não espere ver na série a história do livro e vice-versa. 
  Para aqueles que gostam de narrativas eletrizantes, com muita ação, mistério, cenas de lutas e uma pitada de ficção científica, Fênix A Ilha é a leitura perfeita.
               

6 comentários:

  1. Rafa querida essa foi a primeira resenha que parei para ler desse livro. Confesso que fiquei surpresa com o enredo, ainda não tinha lido a sinopse e não fazia ideia do que se tratava. Fiquei curiosa e acredito que ficaria sem fôlego lendo. Mas por enquanto dispenso, estou tão cansada de séries, raras as exceções. Mas valeu pela dica. Beijos e ótimo fim de semana amiga.

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
  2. Nossa ótima resenha!!! Agora curiosa pelo livro.
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Ei Rafa

    Não tenho a menor ideia do que vou achar desse livro, porque tem gente que elogia muito e adorou com vc, mas tem gente que mete o pau e acha super fraco rsrsrs.

    bjs

    ResponderExcluir
  4. Gostei dos quotes <3.
    O livro me interessou de cara, o tipo de história faz muito meu estilo de leitura. Só estou esperando a oportunidade certa pra ler!

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Nooooooooooooossa Rafaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!

    Sério que o livro é tudo isso amiga!?!?!?
    Não li a sinopse, mas estava apaixonada pela capa...
    Não sei o motivo, mas achei que tinha algo com a história da “Alice no país das maravilhas”.
    Puxa... Lembrei daquele livro “O sr das moscas” já leu?

    “Fênix, A Ilha” se tornou ainda mais desejado!!!!

    Aaah... Também adoooooro quando pego um livro por pegar e ele me surpreende!!! \o/
    Pena que é uma série... Vou ter que esperar todos serem lançados aqui no Brasil para começar a ler!

    Beijokinha da Giii
    http://aestranhaestantedagi.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Realmente a tensão permeia a narrativa inteira! Nossa, meu coração, coitado, quase sai pela boca. Sofri muito com o Carl, demais mesmo, e minha vontade de socar o vilão era tremenda! Estou curiosíssima em relação ao que vai rolar no segundo volume...

    Brunna Carolinne - My Favorite Book - @MFBook
    myfavoritebook-mfb.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

O seu comentário é muito importante para mim, por isso não economize palavras; adoro saber sua opinião! Caso tenha um blog deixe o link para que eu possa retribuir seu comentário. :D
Beijos da Rafa!!



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© FASCINADA POR HISTÓRIAS - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo