março 20, 2013

Uma questão de Confiança.






     
    Quando peguei esse livro para ler pensei tratar-se de uma leitura mais leve, sabia pela sinopse que em algum momento a narrativa teria momentos mais tensos, mas não esperava que a história fosse um tanto perturbadora como se revelou.
    A narrativa gira em torno de três mulheres que moram em Londres e são vizinhas. Callie é mãe solteira e precisou deixar o emprego para cuidar de Rae que nasceu com um problema cardíaco; ela detesta depender financeiramente do pai de sua filha e o que mais deseja é ter sua independência novamente.
    Além de ter que suportar a resistência de Tom em que ela volte a trabalhar, Callie ainda precisa tolerar a hostilidade e rejeição dos outros vizinhos e pais da escola onde sua filha estuda.
    Suzy é a única disposta a ser sua amiga, trata-a com carinho e está sempre a ajudando quando precisa. Ela é casada com Jez tem uma vida confortável, é mãe de três meninos e dedica-se inteiramente a sua família.
    Já Debs é a nova moradora do bairro e vizinha de Callie e Suzy, ela tem 48 anos é uma recém- casada, e trabalha na escola onde Rae estuda. Seu comportamento causa desconfiança nas outras moradoras e Debs prefere manter sempre uma distância segura de todos; o passado a perturba e ainda é capaz de deixá-la totalmente amedrontada. 
    O conflito central da história desenvolve-se quando Callie decide voltar a trabalhar e precisa recorrer à ajuda de Suzy, mas um acidente acontece causando uma reviravolta na história e na vida das três personagens.
    Segredos serão revelados nos fazendo questionar até que ponto se pode confiar em alguém. 

 O garoto da bicicleta. Ele deve tê-la seguido. Será que a estava observando agora? Debs apoiou a cabaça nas mãos e balançou-a desesperadamente. Ela tinha razão. Os Poplar a tinham encontrado. Não iam desistir..."  pág. 163  
    Em Uma questão de Confiança nos envolvemos em uma história cheia de segredos e suspense que nos deixa curioso e ansioso pelo desenrolar dos acontecimentos. Logo no início da leitura fiquei me senti um pouco confusa e perdida, foi difícil me envolver com a narrativa e não conseguia entender a história.
   A linguagem da autora é de fácil compreensão, mas demorou muito a fluir. O livro é narrado em primeira pessoa do ponto de vista da Callie, e em terceira pessoa quando o foco é Suzy e Debs, assim os capítulos dividem-se entre as três personagens, e talvez por isso a narrativa tenha sido arrastada.
  Tive a sensação que a história demorou muito para se desenrolar a autora se prendeu mais em descrever toda a situação em que a vida das protagonistas se encontrava. Dessa forma, a narrativa só começou mesmo a prender minha atenção mais da metade para o final que foi quando a leitura começou a fluir.
   Para mim os mistérios que envolvem a história foram bem previsíveis desde o início, se ficarmos bem atentos é possível desvendar os mistérios que envolvem alguns personagens, a autora deixa pistas e é bem fácil decifrá-las.
   Na história houve apenas dois personagens que me surpreenderam: Tom e Debs. Durante a leitura fiz uma imagem totalmente diferente de Tom do que ele realmente é, apenas quando ele entrou em cena foi que percebi todo o equívoco, então ele tornou-se meu personagem favorito. 
   A Debs também é outra surpresa, a autora nos leva a construir certa impressão sobre a personagem e depois nos mostra que estamos completamente errados sobre ela. Louise Millar tem uma grande habilidade de  manipular as percepções do leitor, fazendo com que no enganemos com os acontecimentos. 
   Destaco também a diagramação do livro que é simples, mas as folhas tem uma tonalidade cinzenta a cada início de capítulo o que achei bem diferente.  
   O desfecho da trama me agradou bastante a Callie não me decepcionou, apenas desejei que aquele final fosse um pouco mais explorado. Para quem gosta de suspense e narrativas que abordam o comportamento humano, Uma questão de Confiança é uma boa opção de leitura.   

                               
  
  
     

6 comentários:

  1. Eu adoro um bom suspense, mas esse livro não conseguiu chamar minha atenção, adorei sua resenha, mas é que a história não teve apelo nenhum para mim.

    Bjks

    ResponderExcluir
  2. Oi Rafa! Eu achei o começo do livro cansativo, mas nas últimas 200 páginas, deu uma guinada que me prendeu, eu gostei. Bjos!!! Cida

    ResponderExcluir
  3. Gostei da sua resenha, parabéns. Mas confesso que esse livro não chama minha atenção, mas sempre gosto de saber do que se trata os lançamentos.

    Feliz dia do BLOGUEIRO!!!!

    ResponderExcluir
  4. Não achei a capa bonita, mas o enredo me atraiu, e muito! Quero ler, principalmente por sua ótima resenha!
    Beijos,
    Vinícius - Livros & Rabiscos

    ResponderExcluir
  5. Eu já imaginava de como seria a abordagem desse livro, mas não pensava que seria de suspense e tal... Ainda vou demorar para ler esse livro, entretanto espero que eu goste dele.

    Brunna Carolinne - My Favorite Book - @MFBook
    myfavoritebook-mfb.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Ei Rafa!

    Tenho preguiça de leituras que demoram a fluir.
    Parece que o autor está nos enrolando.

    Acho que este aí vou dispensar, rs.

    Bjins

    ResponderExcluir

O seu comentário é muito importante para mim, por isso não economize palavras; adoro saber sua opinião! Caso tenha um blog deixe o link para que eu possa retribuir seu comentário. :D
Beijos da Rafa!!



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Criado por: Mariely Abreu | Todos os direitos reservados ©. Voltar ao Topo